cego no instagram

certa vez fiz uma matéria sobre as dificuldades que uma pessoa cega enfrenta vivendo na cidade. fiquei impressionado como eles faziam praticamente tudo igual a qualquer pessoa, desde escolher a roupa no armário e saber contar dinheiro sem ser passado para trás até se locomover dentro de casa sem esbarrar em nada. conheci algumas crianças cegas que subiam em árvores, andavam de skate e faziam estripulias como qualquer outra, sem ajuda de ninguém.

lembro que uma das maiores reclamações dos cegos (além de odiarem serem chamados de “deficientes visuais”) era criar coragem de sair de casa e “se fazer notar no mundo”.

isso porque o preconceito e a falta de espaço no mercado de trabalho é grande mesmo existindo uma lei no brasil que obriga toda empresa com mais de 100 funcionários a ter pelo menos 1% das vagas destinado a cegos e outras “deficiências”.

enfim, isso já faz um tempinho e naquela época não existia iphone, redes sociais nem nada disso. o youtube estava apenas começando. o máximo de tecnologia útil para eles eram máquinas de braile mais fáceis de usar e computadores que falavam tudo que era digitado na tela, mas era tudo muito lento e rústico demais se comparados ao que existe hoje em dia.

eis então que hoje me passaram um link para um vídeo no youtube de um cara cego explicando como ele usa o instagram. assista:

daí me dei conta de como a vida deve estar mais fácil para essas pessoas já que, hoje em dia, praticamente todo e qualquer aparelho conversa com você ou já vem com opções de acessibilidade que você pode configurar de acordo com a sua necessidade.

essa semana mesmo estava lendo um artigo que falava sobre como os jogos de videogame atuais (por mais complexos que sejam) estão começando a dar mais atenção para jogadores com deficiências. descobri até o site da able gamers, uma fundação que publica análises de games mostrando o quão acessíveis certos jogos são para pessoas que possuem apenas uma mão, são surdas, daltônicas, etc. eles até criaram o prêmio de jogo mais acessível do ano.

este ano o vencedor do prêmio foi o game de futebol fifa 13, pois segundo a fundação ele é “acessível a jogadores com graves deficiências motoras e cognitivas pois inclui a opção de configurar as teclas e botões, além de um modo onde pode ser jogado apenas com o mouse, além de configurações que permitem que todo o jogo possa ser adaptado para cada tipo de jogador debilitado”.

enfim, voltando ao cara cego que publica no instagram. aliás o nome dele é tommy edison, ok?

o legal é que ele é um cara divertido e tem um site bem legal onde responde perguntas sobre como é a vida de um cego e outras curiosidades comuns que todo mundo tem.

olha esse vídeo dele contando como seus pais lhe deram a notícia de que ele era cego (ele já nasceu assim).

na internet ele se autodenomina como “crítico de filme cego” já que ele publica resenhas de filmes sobre o ponto de vista de uma pessoa cega.

se liga nessa análise do último filme do bátima, por exemplo. interessante o ponto de vista dele sobre a trilha sonora e o fato do filme ter muitos personagens com poucas falas e que pouco acrescentam à narrativa. só servem para confundir o expectador/ouvinte (no caso dele).

é interessante notar que ele nem precisa de muita coisa para se comunicar na internet, nem digitar muito é necessário.

lembro que na época em que fiz a matéria uma máquina de escrever em braile custava quase 10 mil reais. hoje com qualquer smartphone (não precisa ser iphone, ok) já dá ditar o que você quiser que ele escreve para você. sem falar que você pode gravar um vídeo como esse cara fez e em apenas um clique você já bota no youtube, facebook e qualquer outra rede social que você quiser.

esta cada vez mais possível se fazer notar no mundo, seja qual for a sua “deficiência”.

Anúncios

parabolica pop #7 - mixtape do apocalipse

já que dizem que amanhã acontece o assim chamado apocalipse resolvi fazer uma mixtape para celebrarmos esta festa linda que é o fim do mundo. nem todas as músicas selecionadas são realmente sobre o fim do mundo já que todo apocalipse, em sua essência, tem mais a ver mesmo com a extinção do ser do que com o fim do planeta (foda-se o planeta, cara) e o tracklist segue por essa linha.

sem falar que eu também quis evitar algumas músicas clichês quando se trata desse assunto, portanto nada de r.e.m, por exemplo. mas botei uma ou outra vinheta engraçadalha para pelo menos a gente morrer com um sorriso no rosto, mas isso você só vai descobrir se ouvir a mixtape.

* tracklist:

Roberto Carlos – “O Show Já Terminou”
Cidadão instigado – “Calma!”
Gal Costa – “Com Medo, Com Pedro”
Tame Impala – “Apocalypse Dreams”
Peter Paul & Mary – “Early In The Morning”
Buffalo Springfield – “For What Its Worth”
Novos Baianos – “Dê um Rolê”
Dirty Projectors + Bjork – “When the World Comes to an End”
Peggy Lee – “Is That All There Is”
Elvis Costello – “Waiting for the End of the World”
Prince – “1999”
Skeeter Davis – “End Of The World”
Gal Costa – “Cultura e civilização”
Jimi Hendrix – “Third Stone From The Sun”
Gilberto Gil – “Não Tenho Medo da Morte”

não estou conseguindo botar o player neste post então clique aqui e ouça direto no mixcloud.


zé do caixao

em 1969 o velvet underground fez uma série de três shows em boston num clube chamado the boston tea party, sendo que o terceiro show acabou sendo gravado por alguém que botou um gravador na frente do amplificador da guitarra do lou reed.

no registro quase não se ouve o resto da banda, apenas o barulho ensurdecedor da guitarra raivosa do lou reed. posteriormente essa gravação virou um bootleg que ganhou o nome de the legendary guitar amp tapes.

pois bem, eis que agora alguém pegou algumas músicas desse bootleg e mixou com outras de um show do velvet em dallas no mesmo ano e jogou sobre uma edição de quarenta minutos de “o despertar da besta”, filme de 1969, do zé do caixão.

o resultado é uma viagem espetacular. confira.

roubartilhei do dangerous minds na cara dura mesmo. tô nem aí.


mashup

não sei se já aconteceu com você, mas comigo acontece direto. vira e mexe estou ouvindo uma música e de repente acontece algum som externo (tipo o telefone ou a campainha tocam, ou alguém passa buzinando na rua, por exemplo) e eu acho que faz parte da música que eu estava ouvindo.

é mais recorrente, no entanto, quando abro várias abas do navegador de internet no youtube e, sem perceber, dois vídeos começam a rodar simultaneamente e em perfeita sincronia.

às vezes custa para eu perceber que não é obama que tá discursando no meio daquela música do beastie boys, e sim que ele está apenas pedindo atenção na outra aba. é tipo um mashup da vida real.

espero que isso aconteça com mais gente também para eu não me sentir o maníaco das abas infinitas ou pelo menos não virar estatística solitária sobre o déficit de atenção na internet.

saca só esse vídeo onde um cara faz um mashup de lcd soundsystem com miles davis usando apenas duas janelas do youtube, cada uma tocando uma música ao mesmo tempo, sem truque, sem efeitinho, sem remixar nada. apenas sincronismo.

ficou demais.

vou começar a gravar meus acidentes musicais e começar a criar mashups assim também… ahaha.


dia desses o morrissey foi ao programa do stephen colbert e deu uma pequena entrevista onde falou as mesmas coisas que ele vem falando há anos: o ódio dele pela família real inglesa, volta dos smiths e vegetarianismo.

a graça aqui são as perguntas do colbert, o falso reaça: morrissey, você tem um disco chamado ‘meat is murder’, você tem noção que ao ouví-lo eu comecei a achar que assassinato era uma coisa legal?”.

se liga no gelo na espinha que ele leva quando o colbert chama o johnny marr no palco. ahaha.

ah, e o morrissey cantou também.

o colbert é fera.


a comediante sarah silverman é uma das várias celebridades americanas que falam abertamente sobre suas convicções políticas e que não tem medo de expressar suas opiniões publicamente.

no vídeo abaixo ela explica bem didaticamente a nova lei eleitoral dos eua, aprovada em alguns estados americanos, que visa dificultar a vida de jovens, pobres, idosos  – e mais alguns dos tais 47% de ~vagabundos~ que o candidato republicano mitt romney tanto despreza – ao votarem para a presidência da república no fim do ano.

a nova lei cria vários empecilhos com a documentação dessas pessoas para que elas se sintam desencorajadas a saírem de casa e se registrarem para votar no dia das eleições.

antes da tal lei, era possível registrar o voto apenas com a carteira do seguro social ou qualquer documento com foto, agora é preciso fazer uma carteirinha de voto ou apresentar um documento que tenha foto, endereço residencial e mais um monte de coisas.

porém, olha só, se você tiver apenas carteira de motorista ou porte de armas você já está apto a votar.

o problema é que as pessoas que votam no obama geralmente são pobres que não tem carro e nem dinheiro para comprar arma.

logo, a nova lei favorece os republicanos que, geralmente, são ricos e a favor do porte de armas.

se você lembra a forma como o george w. bush foi eleito, você tá ligado que não é muito difícil o novo presidente americano ser eleito de forma fraudulenta de novo.

bizarro.

não sei se você se lembra, mas alguns anos atrás ela, que é judia, já tinha produzido uns vídeos bem contundentes como, por exemplo, aquele em que ela lançou a campanha “venda o vaticano, alimente o mundo”.

afinal para que qualquer religião precisa ter templos banhados a ouro, não é mesmo? se bem que os argumentos dela são bem mais interessantes…. ahaha.

amém, sarah.


depois da zooey deschanel, do jason schwartzman e do ryan gosling passarem por aqui mostrando suas habilidades musicais é a vez do james franco mostrar que também manja do assunto. isso já está quase virando uma seção fixa aqui do blog… ahaha.

o daddy, projeto dele com o músico tim o’keefe, lançou um ep recentemente chamado “motorcity” que conta com participação do mestre smokey robinson numa das músicas, apenas isso.

o primeiro clipe (dirigido pelo próprio franco) é da música “love in the old days” que segue aquele estilo “califórnia contemplativa/ chapação no fim de tarde” com estética de instagram que virou moda nos últimos anos. você não esperava outra coisa do james franco, né?

a capa do ep é uma foto do elenco de um filme adolescente da disney que nem estreou ainda. isso eu já achei muita picaretagem, saca só.

se liga no vídeo:

mas achei a música até legalzinha e tal.


se você nunca ouviu falar no campo de distorção da realidade do steve jobs é porque provavelmente você é uma pessoa sensata ou porque seu cérebro já virou pudim.


não faço a mínima idéia de quem seja essa ruane ballmant, mas estava de bobeira no youtube e trombei com essa versão dela para o clássico dos demônios da garoa.

se liga aí.

achei deveras interessante, apesar da vibe meio nouvelle vague.


este robô faz parte de um projeto financiado pela agência de pesquisas avançadas do departamento de defesa dos eua e, como visto, não apenas se movimenta como consegue aumentar progressivamente sua aceleração baseado em movimentos de animais como a cheeta (o mais veloz do mundo).

no vídeo acima, o robô consegue ultrapassar a velocidade do usain bolt (o homem mais rápido do mundo). vale ressaltar ainda que nesta demonstração o robô está correndo de costas.

agora imagina um “cachorrinho” desses correndo atrás de você na rua…



%d blogueiros gostam disto: