Archive for the ‘Parabólica Pop’ Category

já que dizem que amanhã acontece o assim chamado apocalipse resolvi fazer uma mixtape para celebrarmos esta festa linda que é o fim do mundo. nem todas as músicas selecionadas são realmente sobre o fim do mundo já que todo apocalipse, em sua essência, tem mais a ver mesmo com a extinção do ser do que com o […]


quando eu tive a idéia desta mixtape em homenagem ao dia internacional da mulher fiz um brainstorm de mim comigo mesmo e consegui me lembrar de 53 músicas que tem nomes de mulher em seu título. botei aqui só aquelas que eu acho bonitas e lisonjeiras, por isso músicas como “silvia” da camisa de vênus […]


mais um parabólica pop temático e em formato de mixtape. desta vez resolvi fazer um apanhado de músicas maneiras (não necessariamente de carnaval) para curtir esta época do ano em que a única regra é celebrar a alegria e as safadezas da vida. é pra suar, se joga. tracklist: “Brazilian Star Wars” – Faroff “Samba […]


natal chegando e praticamente em todo lugar que você vai sempre está tocando as mesmas músicas natalinas xaropes. pensando nisso, resolvi compilar uma mixtape apenas com músicas natalinas, algumas clássicas, que fogem um pouco do padrão do espírito babaca e cínico que as canções do gênero sempre tentam instigar no ouvinte. para tanto, fui resgatar […]


a terceira edição do parabólica pop tem as guitarras endiabradas do lanny gordin, a história de que o freddy mercury era satanista, música de desenho animado, um bloco especial sobre músicas que falam sobre comidas e porque elas também tem a ver com drogas (com direito ao paul mccartney mastigando uma cenoura). sem falar que ainda […]


a 2ª edição do parabólica pop começa com o tim maia chutando bundas, depois dá uma passada por coletâneas lançadas em 2011. segue com o rome, novo projeto do danger mouse, e termina com músicas novas do noel, do css e do emicida. tá massa. tracklist: “brasil racional (nação cósmica)” – tim maia “um girassol […]


acho que todo mundo que gosta de música já pensou na idéia de ter uma rádio só para si e poder tocar apenas aquelas suas músicas preferidas, aquele hit que todo mundo odeia e só você gosta, ou então aquela música que você pensa que só você conhece. desde que eu abri este blog sempre […]


poucos diretores no cinema contemporâneo tem o privilégio de poderem escolher quais filmes vão fazer, com quem vão trabalhar e quando vão realizá-los. diria que nesta categoria estão quentin tarantino, wes anderson, paul thomas anderson (tenho minhas dúvidas), david lynch e os irmãos coen. talvez o woody allen também se encaixe mas tenho a impressão que […]