punhetagem…

27nov08

“(…) Mas chega dessa gente. O importante aqui é, na minha opinião, que esse episódio da Playboy demostrou claramente que a pornografia, para vender-se mais, tudo o que quer é ser considerada um fato da vida cultural regular. Mas ela não o é. Ela é um fato da vida cultural irregular. Ela não é arte nem entretenimento inocente. O que ela quer é produzir desejo sexual por ninguém, o que ela quer é fazer dinheiro com a imperfeição inerente ao homem. A pornografia é só pornografia. Que ela seja evidentemente o que é, e quem ganhar a vida com ela, que tenha a coragem de o dizer, no lugar de ficar se escondendo atrás de eufemismos”.

pedro cardoso continua botando lenha na fogueira na questão da nudez em seu blog. depois de fazer um “manifesto” anti-nudez agora ele encanou com a playboy. ao ser convidado para dar uma entrevista à publicação ele sugeriu que ao invés disso ele entrevistasse a repórter ou o editor da revista. a playboy aceitou e o ator entrevistou a repórter. só que a revista não quis publicar a matéria e sugeriu que ela fosse publicada no site da revista. o ator recusou e ameaçou publicar em seu blog toda a troca de e-mails entre ele e a publicação e desafiou o editor da revista a responder às mesmas perguntas feitas à repórter para que fosse publicado em seu blog. o editor respondeu às questões mas deu uma zoada no ator (aparentemente se referindo à sua namorada atriz). daí o ator apelou de vez e fez outro manifesto (com trecho no começo deste post) que só deve colaborar para a imagem de “coroinha” que alguns passaram a ter dele ao afirmar que a pornografia é uma “imperfeição inerente ao homem”.

ele fica nessa de discutir o que é pornografia, se pornografia é arte, qual a diferença entre pornografia e erotismo mas se esquece que a discussão é a mesma que se faz em relação à própria arte. o que é arte? o que tem mais valor artístico: um quadro no louvre ou uma “pichação” num viaduto qualquer?  

concordo em vários pontos colocados pelo ator (principalmente no que diz respeito à playboy) mas, no fim, fica aquela sensação de que tudo não passa de (já que o tema permite) uma grande punheta. não vai levar a nada. no entanto, eu recomendo ler o blog do rapaz uma vez que lá tem o embróglio do começo ao fim.

o mais irônico é que tanto o nome do filme que serviu de estopim para o primeiro manifesto quanto o do blog do ator é “todo mundo tem problemas sexuais” que, neste caso, penso eu, acaba depondo mais contra do que a favor de pedro cardoso. 



No Responses Yet to “punhetagem…”

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: