I’m a creep

20nov07

Alguém já parou pra pensar que – devido a toda esta coisa tecnológica que estamos presenciando (especialmente o advento internet) – estamos vivendo a era dos nerds e creeps de toda espécie? Para o bem e para o mal. É a velha filosofia loser sendo aplicada na prática: “nunca desdenhe de um nerd, um dia ele vai ser o seu chefe”. Na música pop não é diferente. Então, vamos ao que interessa neste post.

Que o Radiohead é uma banda estranha e faz questão de ser diferente não é novidade pra ninguém. Aliás, hoje em dia se você não for esquisito diferente, não sobrevive. White Stripes, Beck, Arcade Fire e tantos outros estão aí para provar a minha tese, cada um a seu modo. Sabendo disso, o Radiohead está sempre inventando moda. Uma das mais legais é que a banda, vez ou outra, realiza um webcast chamado Thumbs Down através de seu site oficial. Daí, marketeiros que são, utilizam o programa para divulgar o (sensacional) novo álbum, “In Rainbows” – óbvio.

E dá-lhe câmeras milimetricamente enquadradas fora de quadro, ironia, bizarrices, imagens granuladas etc. Durante a gravação do disco, os vídeos que surgiam eram aquela coisa meio “Lost”, com trechos de músicas, pistas desencontradas sobre o álbum, mensagens cifradas…

Agora que o álbum já foi dado lançado, a desculpa é celebrar o novo rebento. O engraçado é que a banda parece estar mais entrosada e desencanada que nunca. Mesmo após tantos anos de banda, eles ainda parecem cultivar a amizade. Thom Yorke parece ter ficado menos weirdo e até sorri, às vezes.

Tamanha descontração acaba rendendo excelentes covers de Smiths (“The Headmaster Ritual”), Bjork (“Unravel”) e até New Order (“Ceremony”). Além, é claro, de brincadeiras em estúdio e passeios bucólicos. Parece que o sol perdeu a timidez e resolveu brilhar um pouco no sombrio mundo do Radiohead.

Até paródias eles já estão fazendo. Dá só uma olhada no vídeo que eles fizeram da música “15 Step” utilizando trechos do filme “Seven – Os 7 pecados capitais”.

* O vídeo abaixo mostra a banda tocando “Bodysnatchers”, talvez a melhor do “In Rainbows”. Impressionante a precisão técnica da banda. Parece que estamos ouvindo ao disco propriamente dito. Ao vivo, eles conseguem reproduzir fielmente cada nuance das músicas do álbum. Saca só o narrador que começa a falar após a apresentação. Ele diz: “este é Thom Yorke: ele com certeza não gosta de gatos, pessoas, drogas… enfim a lista é muito grande”. Talvez não tenha mudado tanta coisa assim no fim das contas. Ahaha.



No Responses Yet to “I’m a creep”

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: