A 300km/h na sua direção

22out07

Uns posts atrás eu falei sobre a cena alternativa que vem se expandindo em Ribeirão e região. Agora eu vou falar sobre alguns shows que passaram por aqui recentemente.

No dia 22 de setembro tocou em Ribeirão Preto a banda curitibana Charme Chulo. Antes da apresentação era possível ver parte do grupo na barraquinha montada na lateral do bar onde aconteceu o show vendendo cds e camisetas. Queria comprar uma camiseta da banda cuja estampa era o Mazzaropi sentado desolado numa sarjeta sob os dizeres “Mazzaropi Incriminado”, título de uma das músicas da banda. Depois de muito procurar dentro de bolsas, mochilas e sacolas o vocalista Igor Filus chegou à conclusão de que só tinham camisetas de tamanho GG. Uma pena, pois gostei bastante dela. Fica para a próxima.

Antes do Charme Chulo tocou a veterana banda ribeirão pretana Motormama (até rimou… rs). Com som psicodélico embebido em Mutantes, power pop e toques de caipirice típica da cidade a banda fez um show muito bom, mas muito curto. Dava para ter deixado eles tocarem mais um pouquinho. Talvez preocupados com o tempo, a banda (com exceção da vocalista e do tecladista) me pareceu meio distante do público e pouco preocupada em se divertir. Fizeram um show apenas correto que ainda foi prejudicado pela má iluminação e o excesso de fumaça no palco. Até entendo a tentativa de criar um ar psicodélico, mas tinha horas que não dava pra enxergar a banda. E olha que o lugar onde o show aconteceu é minúsculo.

Abaixo o Motormama tocando “Coração Hardcore” no meio da fumaça.

Terminada a apresentação da Motormama o pessoal começou a se aglomerar para frente do palco para esperar o show do Charme Chulo. A banda é bastante elogiada na mídia especializada e lançou um disco bacana com canções que possuem um toque caipira sem deixar o pop e a modernidade de lado. O que diferencia a banda das demais é que em boa parte das músicas a guitarra é substituída pela tradicional viola caipira.

O som da banda pode ser descrito como um cruzamento entre Smiths, Legião Urbana e Tião Carreiro & Pardinho. Por incrível que pareça essa mistura funciona. No palco chega a impressionar como as canções ficam dançantes e enérgicas. O vocalista, aliás, é um show a parte. Vestido como um dançarino de Festa Junina com direito a chapéu e tudo, o rapaz de corpo franzino parece incorporar um Ian Curtis da roça conduzido por um lirismo a lá Morrissey. Danças esquisitas e passos esquizofrênicos acabam fazendo com que a banda ganhe a simpatia do público. Dá uma olhada no vídeo tosco que eu fiz da banda tocando a música “Barretos”. Repara nas dancinhas do vocalista.

Houveram momentos como em “Solito a reinar”, “Mazzaropi Incriminado” (bastante cantada pelo público) e principalmente Não deixe a vida te levar em que tinha-se a sensação de se estar em um show do Franz Ferdinand tamanha a rapidez, empolgação e entrega com que as músicas eram tocadas. A banda, sagazmente, ainda fez um cover para Dois Mil e Um dos Mutantes. A platéia parece ter gostado e deixado as portas da cidade abertas para uma visita da banda muito em breve.

No dia 11 de outubro, véspera de feriado, quem baixou na cidade foi a banda Ácido Groove. Com um som que remete a Mutantes, Neil Young, e vocais que, às vezes, lembram um pouco Los Hermanos a banda também fez um show apenas correto. Os melhores momentos ficam por conta dos beats quebrados e solos tortos de guitarra que ora soam rock’n’roll ora passeiam por caminhos mais jazzy. O ponto forte da banda, sem dúvida, é o guitarrista solo. As letras também parecem ser interessantes, mas eu preciso me inteirar mais do som da banda antes de expressar uma opinião mais concreta. Por enquanto fica com a banda tocando “Não vá se perder por aí” também dos Mutantes.

O principal show da noite era o da veterana banda carioca Autoramas. Com dez anos de estrada e um excelente disco novo nas costas, a banda há muito tempo devia uma visita à região e parecia feliz por tocar na cidade. Surgida das cinzas do Little Quail and The Mad Birds (primeira banda do baterista Bacalhau e do vocalista Gabriel Thomaz), o Autoramas faz um dos shows mais poderosos do Brasil há tempos. Tamanha eficiência em cima do palco já rendeu à banda presença nos principais festivais independentes do país além de turnês pela Europa e Japão (esta última ao lado dos retardados – no bom sentido – japoneses do Guitar Wolf). Uma coisa que me chamou a atenção foi a quantidade de cds e camisetas que a banda trouxe consigo para vender. Era possível encontrar até EPs do Little Quail. Esquema totalmente profissional.

Com repertório afiado, a banda subiu ao palco vestindo aquelas máscaras típicas de lutadores de “lucha libre” mexicana. Impossível não lembrar de Jack Black insano naquele filme “Nacho Libre”. Se você ainda não assistiu este filme, tá marcando bobeira. Hilário. Logo na primeira música a banda já mandou a excelente Mundo Moderno, primeiro single do novo disco “Teletransporte”, e candidata fácil a melhor música do ano. Eles ainda tocaram mais duas músicas com as máscaras mexicanas.  

A partir daí seguiram-se várias músicas do excelente repertório dos 10 anos de existência da banda. Com direito a clássicos como “Nada a ver” e “Você sabe” acompanhadas de músicas como Fazer Acontecer e “A 300km/h”, ambas do disco novo. A animação do público era enorme enquanto a banda tocava o terror no palco com precisão, energia e passinhos ensaiados entre Gabriel e a baixista Selma Reis. Abaixo um videozinho da banda tocando “Nada a ver” com coreografia e tudo.

Como se não fosse o bastante, a banda ainda fez um cover de “Blue Suede Shoes” de Elvis Presley e “1,2,3,4” do Little Quail para a alegria dos fãs mais antigos. A noite estava ganha. Entra fácil para o meu top 3 de melhores shows do ano. Abaixo você vê o vídeo da banda tocando a baladinha “A 300km/h” e emendando sem tempo pra respirar a porrada “Você sabe”. Rrrrrrrock!



14 Responses to “A 300km/h na sua direção”

  1. RRRRRRROCK!

    legal o blog, não conhecia!
    aquele video do morrisey é matador😉

  2. Hi Fellow Forumites

    Looks like letitblog.wordpress.com really could be a considerable forum for me
    I am pleased to have discovered it.

    This made me smile and hopefully after your last post it will do the same for you: Friends come and go, enemies accumulate. :

    Lol!

    Anybody do Stamp Collecting

    Looking forward to a good long membership here!

    Georgia,Senoia


  1. 1 debt consolidation pros and cons
  2. 2 omega juicer homogenizer
  3. 3 omega 8003 juicer new zealand
  4. 4 lawyer for car accident in calgary
  5. 5 strikes bowling morgan hill
  6. 6 accident isnt
  7. 7 strikes bowling union turnpike
  8. 8 how to boil rice for dogs
  9. 9 personal injury attorney miami fl
  10. 10 masticating juicer explained
  11. 11 juicing recipes joints
  12. 12 independent.academia.edu

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: