O interior na rota

16out07

Ribeirão Preto e região parecem estar entrando na rota de bons shows independentes e isso não é de hoje. Festas e festivais se proliferam cada vez mais conforme o tempo passa. Em Franca acontecem as festas promovidas pelo Studio 11, em Araraquara rola o Araraquara Rock e em Ribeirão Preto além das festas “Hey Ho!” comandadas pelos Meia Dúzia DJs, a cidade ainda conta com os festivais Arena Rock e as festas Groselha Fuzz que traz à região o que há de melhor em termos de bandas independentes nacionais. O bacana é que quando as bandas passam por aqui, o pessoal que organiza estas festas e festivais já se movimenta para tentar fazer o máximo de eventos nas cidades vizinhas. Portanto, quem toca em Ribeirão, na maioria das vezes, também dá uma passada em Franca e Araraquara, por exemplo. Apenas este ano já rolaram showzaços de bandas como Ludovic (sensacional), Supercordas e Moptop para ficar em apenas algumas. Isso sem falar nas inúmeras apresentações de bandas da região como, por exemplo, Cane’s Foot (Serrana), Alma Mater (Ribeirão), Pale Sunday (Jardinópolis) e Motormama (Ribeirão).

A coisa parece estar crescendo e cada vez mais pessoas aderindo ao “movimento”. Geralmente, o pessoal que vai a estes eventos vai em busca de boa música e parece conhecer as bandas antes mesmo de elas tocarem. É claro que existem os “posers” – pessoas que vão lá apenas para fazer uma social, se é que você me entende. Mas isso existe em todo lugar e, acreditem, Ribeirão Preto parece ter um dos índices mais altos neste quesito. Praticamente toda semana tem festas no estilo “gente bonita + clima de paquera + smirnoff  + fulano melhor dj do mundo”.

Porém, os eventos da cena alternativa são diferentes. Nas festas é possível encontrar barraquinhas das bandas vendendo seus cds e camisetas, dá pra trocar idéia com os músicos e comprar fanzines e coisas do tipo. Enfim, além da balada em si, estes eventos podem se tornar bastante culturais. Basta se interessar e estar aberto a novidades.

Depois de a cena já estar bastante difundida entre o público local, a idéia agora é entrar no circuito nacional. As festas Groselha Fuzz que acontecem, geralmente, uma vez por mês ou a cada um mês e meio, vai virar festival e promete ser o principal evento da cena independente do interior paulista em 2007. Maiores informações ainda estão para ser divulgadas mas o que se sabe até agora é que o festival vai acontecer numa chácara próxima a Ribeirão Preto durante os dias 10 e 11 de Novembro. Além de debates, exposições multimídia sobre o rock brasileiro, e performances de teatro e grafitti, o festival contará ainda com djs e diversas bandas somando um total de 40 atrações.

Entre as atrações já anunciadas estão bandas como The Dead Rocks (São Carlos), Ludovic (SP), Daniel Belleza & Os Corações em Fúria (SP), Ecos Falsos (SP) e a super hypada Vanguart (MT). Além disso, o festival terá como mestre de cerimônias o ex-VJ da MTV Luís Thunderbird que, por sua vez, ainda mostrará o seu projeto “Subversões”, que é uma banda que faz covers toscos/inusitados de clássicos do rock e ainda conta com as ilustres presenças de Sérgio Serra (Ultraje a Rigor) e o figuraça Wander Wildner entre seus integrantes. Enfim, a balada parece que vai ser ótima e vai dar o que falar se levarmos em conta as atrações até agora divulgadas.

 A saber: o Ludovic fez um dos melhores shows que eu vi este ano, Ecos Falsos é sensacional e lançou um discaço recentemente e o Vanguart é uma das bandas nacionais mais hypadas dos últimos tempos ganhando espaço até em programas da Rede Globo. Dizem, inclusive, que a emissora vai investir pesado no grupo com direito a disco e turnê no exterior em 2008. Sem falar que eles ainda tocam no Tim Festival 2007. Motivos para ir ao festival não faltam.

O “grande” entrave para quem pensa em ir ao evento é que uma data se choca com a realização do gigante festival “Planeta Terra” em São Paulo, que trará entre suas atrações nomes como Kasabian, Lily Allen, Rapture e Cansei de Ser Sexy. No entanto, para quem não vai até SP e mora na região de Ribeirão Preto, o Groselha Fuzz Festival é uma excelente pedida. Agora é esperar que a organização seja bem feita, o acesso privilegie o público, a estrutura de som seja de boa qualidade e os preços sejam justos. A julgar por eventos anteriores, a tendência é que dê tudo certo e que todos saiam satisfeitos.



2 Responses to “O interior na rota”

  1. o circuito Franca-Araraquara-Ribeirão Preto realmente se transformou numa rota de ótimos shows de rock alternativo.


  1. 1 Maratona indie « Let It Blog

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: